Orçamento 2012 do Ministério da Ciência Tecnologia e Inovação vai receber R$ 500 milhões de emenda da Comissão de Ciência e Tecnologia

A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática (CCTCI) da Câmara aprovou em votação na terça-feira, quatro emendas que somam R$ 665 milhões para o orçamento de 2012 do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e do Ministério da Defesa. O deputado Ariosto Holanda (PSB-CE) informou que uma emenda no valor de R$ 200 milhões foi destinada à implantação de Centros Vocacionais Tecnológicos (CVT) e outra colocou R$ 150 milhões para ações de tecnologias sociais, que incluem arranjos produtivos locais, ambas da secretaria de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social do MCTI.

Ainda para o MCTI, foram destinados por meio de emenda mais R$ 150 milhões para implantação de Parques Tecnológicos. Coube ao Centro de Lançamento de Alcântara, do Ministério da Defesa, emenda de R$ 165 milhões para investimento.

Ariosto Holanda observou que o presidente da Comissão de CCTCI da Câmara, Bruno Araújo (PSDB-PE) foi muito decente na escolha das quatro emendas de Comissão, entre 17 propostas apresentadas, e por destacar a realização do seminário A Extensão Tecnológica no Brasil, realizado em agosto na Câmara. O evento teve como resultado o compromisso de apoiar com emendas de comissão o orçamento para ações sociais do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação.

No seminário, o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aloizio Mercadante, apresentou proposta de expansão da rede de CVTs em parceria com o Ministério da Educação por meio dos institutos federais. De acordo com Ariosto Holanda, o programa de CVT e tecnologia sociais do MCTI exerce apelo muito grande entre os deputados.


Bancada federal do Ceará

Também na terça-feira, a bancada federal do Ceará, em reunião liderada pelo coordenador Arnon Bezerra (PTB-CE), designou os deputados Ariosto Holanda e Artur Bruno (PT-CE) para definir as emendas da área de educação superior em instituições federais. Os dois deputados indicaram a Universidade Federal do Ceará (UFC), o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFCE) e a Universidade da Integração Internacional da Lusofania Afro-Brasileira (Unilab), e propuseram emenda de R$ 100 milhões para complementação de obras nas três instituições.

O valor da emenda será definido pela bancada nesta quarta-feira, Ariosto Holanda informou. O deputado disse que foi uma iniciativa muito boa da bancada ter organizado grupos para trabalhar as emendas. Os parlamentares da bancada federal do Ceará foram distribuídos em grupos de Educação Superior, Saúde, Turismo e Infraestrutura para definição das obras prioritárias para destinação das emendas do orçamento de 2012.