Para evitar “mortalidade”, estudo ensina micro e pequenas empresas a inovar

As micro e pequenas empresas representam 99% dos empreendimentos do Brasil. Só em janeiro deste ano, 85,9% dos 118.895 empregos formais criados em todo o País foram por empresas de até quatro funcionários. Os dados divulgados pelo Sebrae impressionam, mas apesar de robustos esses números são acompanhadas de estatísticas nada animadoras: 75% das micro e pequenas empresas “morrem” antes de completar cinco anos. Membro do Conselho de Alto Estudos da Câmara, o deputado federal Ariosto Holanda (PSB-CE) aponta que o problema é falta de inovação.

 
Para lançar um pouco de luz sobre o tema, Ariosto lança no próximo dia 9 de maio o estudo Assistência Tecnológica às Micro e Pequenas Empresas, que aponta os caminhos para esses empreendimentos inovarem. A publicação é uma realização do Conselho de Altos Estudos da Câmara dos Deputados em parceria com institutos e universidades federais, Senac e Sebrae.
 
“Muita gente pensa que para as micro e pequenas empresas sobreviverem elas só precisam das ações de gestão e de financiamento, mas isso não é o suficiente, uma empresa não consegue competir no mercado se não inovar”, alerta o parlamentar. Para Ariosto Holanda, as micro e pequenas empresas precisam de atenção especial, porque têm um importante papel de distribuição de renda no País. Ele detalha que as ações de inovação vão desde a melhora do processo produtivo até a qualificação do produto. 
 
O estudo aponta que a assistência às micro e pequenas empresas deve ser feita a partir dos institutos federais, também conhecidos como escolas técnicas federais, hoje, presentes em 401 municípios. Para ampliar a rede de conhecimento, a publicação sugere a instalação de cinco Centros de Vocação Tecnológica (CVTs), para cada instituto federal. “A parti daí, teríamos uma pulverização de CVTs nos País que serviriam não só para capacitar a população, mas também para assistir às micro e pequenas empresas com as novas tecnologias, processos e produtos”, explica.
 
A publicação Assistência Tecnológica às Micro e Pequenas Empresas coroa uma série de estudos lançados pelo Conselho de Altos Estudos que contempla o desenvolvimento do homem e da sociedade em vários aspectos. Os outros títulos foram Biodiesel e Inclusão Social; Capacitação Tecnólogica da População; e Centro Vocacional Tecnológico: a Extensão do Saber a Serviço da População. Os estudos podem ser acessados no site da Câmara dos Deputados, no endereço: www2.camara.gov.br/documentos-e-pesquisa/publicacoes/edicoes