MCTI cria grupo de trabalho para apoio às micro e pequenas empresas nos CVTs e Institutos Federais

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação vai criar um grupo de trabalho para acompanhar as ações de assistência tecnológica às micro e pequenas empresas por meio da Secretaria de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social (Secis). A constituição do grupo será vinculada à coordenação do programa de Centros Vocacionais Tecnológicos (CVT) que terá representação do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), pois a execução das ações envolve os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia e as confederações das micro e pequenas empresas.


Este foi o principal resultado da mesa redonda realizada terça-feira na sede do Conselho Nacional de Desenolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) com o secretário Álvaro Toubes Prata, da Secretaria de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação, que na ocasião representou o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp. O evento foi aberto pelo presidente do CNPq, Glaucus Oliva, que manifestou apoio ao que denominou o momento especial das atividades de extensão no país, relata o deputado Ariosto Holanda, proponente do encontro.

A constituição do grupo de trabalho foi proposta pela assessora de Gabinete da Secis, Sonia da Costa, coordenadora do programa dos CVTs do MCTI. Nesta quarta-feira, a operacionalização da ideia será discutida com o secretário da Secis, Eliezer Pacheco, que regressa das férias. Além do Conif, vão compor o grupo de trabalho representantes da Confederação Nacional de Micro e Pequenas Empresas (Conanpe), da Confederação Nacional das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Comicro) e da Associação Latinoamericana de Micro, Pequenas e Médias Empresas – capítulo Brasil (Alampyme). 

Ariosto Holanda fez um apelo aos presidentes da Conampe, Ercílio Santinoni; da Comicro, José Tarcísio da Silva, na ocasião representado pelo presidente da Femicro do Distrito Federal, Joaquim Carvalho, e da Alampyme-Brasil, Sérgio Miletto, para intensificarem a articulação com os deputados para agilizarem a votação dos projetos de lei do Conselho de Altos Estudos e Avaliação Tecnológica que destinam recursos para a extensão e CVTs. Um dos projetos de lei, o de nº 3728 de 2012, do qual o deputado foi relator, destina 3% do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) ao apoio tecnológico às micro e pequenas empresas com diretrizes e instrumentos de apoio tecnológico para o segmento. 

Participaram do encontro o presidente do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), Denio Rebello Arantes, Ângelo Ronaldo Pereira, coordenador geral de Segurança Alimentar do MCTI, o chefe de Gabinete do CNPq, Felizardo Penalva da Silva, e representantes das empresas Gerdau, José Paulo Soares Martins, e da IBM, Antonio Carlos Canova, o diretor geral da Associação Telecentro de Informação e Negócios (ATN), José Avando Souza Sales, Ednalva Fernandes, da UnB e o reitor do IFCE, Cláudio Ricardo Gomes de Lima.