Professores do ensino fundamental em São João do Jaguaribe recebem notebooks

A entrega dos notebooks foi feita sexta-feira (dia 28) no Núcleo de Informação Tecnológica (NIT) do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFCE) em solenidade com a presença do prefeito José Carlos Nobre, da secretária de Ação Social, Verônica Silva, primeira-dama, da secretária de Educação, Ivana Guerreiro e do parlamentar.  Os notebooks têm tela de 15 polegadas, leitor de DVD, leitor e gravador de CD, duas entradas USB e HD de 80 GB.

O prefeito José Carlos Nobre agradeceu aos professores pelo trabalho de ter elevado a posição de São João do Jaguaribe do 56º lugar no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) que encontrou no início da gestão para o 8º lugar no Ceará. “Tudo começa pela educação. Temos de valorizar o professor”, disse ele. O gestor municipal assinalou que era para ter entregue há tempo os notebooks, e explicou que a demora se deu porque a prefeitura licitou notebook mas e empresa entregou netbooks, que precisaram ser trocados por notebooks.

A secretária de Educação, Ivana Guerreiro, disse que muita gente duvidou se os notebooks seriam entregues. “Os professores estavam ansiosos para pegar o equipamento. É um instrumento de trabalho. Cuidem bem dele”, recomendou. Na data da entrega os professores assinam um termo de cessão dos equipamentos.

O prefeito garantiu que até dezembro enviará um projeto à Câmara Municipal para que seja autorizada a doação dos notebooks para os professores, em definitivo. Ele prometeu instalar Internet em todas as escolas, notícia saudada com aplausos pelos professores. A secretária Verônica Silva informou que São João do Jaguaribe está em primeiro lugar no IDEB entre os municípios da região do Vale do Jaguaribe, e acrescentou que foi dado reajuste salarial de 22,22% para os professores da rede municipal.

A geógrafa Maria Simone Pinheiro Magalhães Freire, que ensina a disciplina em duas escolas - Damião Costa, no sítio Mocós, e Milton Chaves e Silva, no sítio Mundial -, diz que já estava esperando pelos notebooks. “Com uma ferramenta como esta nas mãos, o professor pode melhorar as aulas. Como tem também o data show que a escola vai ganhar, a partir desse momento podemos organizar melhor as aulas através do Power Point.Vamos poder mostrar figuras, que não muito importantes principalmente em relação à geografia física. É muito importante o aluno saber que a geografia não é uma matéria decorativa”, afirmou.

Além dos notebooks para os professores, com recursos da emenda foram adquiridos para as escolas municipais de São João do Jaguaribe 30 computadores Pentium RAM DDR 516 com HD de 120 GB, leitor de CD e DVD, mouse, teclado e estabilizador; 10 impressoras Multifuncional e copiadora; 10 projetores multimídia e 30 mesas para computador com rebaixe para teclado e 30 cadeiras. As escolas ganharam ainda 10 enciclopédias Encarta, 250 livros de literatura infanto-juvenil, 250 livros de literatura, 250 dicionários, 250 livros de matemática do ensino fundamental, 250 livros didáticos do ensino fundamental e 250 livros de ciência do ensino fundamental.

Com o notebook encaixado na lambreta, Francisca Dias Freire, da escola do Sítio Anjicos anunciou que vai usar o presente como ferramenta para ensinar a seus alunos.

Para Alene Lima Chagas, coordenadora da creche Tia Ida, no centro da cidade, a chegada do notebook  “foi uma grande conquista para o professor. Esse é um grande instrumento para nosso dia a dia. Facilita ter acesso à internet e trazer novos meios pedagógicos para nossos alunos, novas atividades. A partir daí, vamos usar para melhorar as aulas”, disse ela.

Marluce Jerônimo da Silva Mendes, professora da escola Damião Costa no Sítio Mocós já tem computador no domicílio, e diz que vai usar muito o notebook para planejar as suas aulas em casa. “Vai ser de muita utilidade”, afirma com relação à nova ferramenta de trabalho.

Ariosto Holanda anunciou que já falou com o reitor do IFCE, Cláudio Ricardo Gomes de Lima, sobre a ideia de ampliar o NIT e instalar ao lado um polo da Universidade Aberta do Brasil (UAB) que irá ofertar cursos universitários em São João do Jaguaribe na modalidade semi-presencial e a distância. Segundo, ele os professores que ainda não têm licenciatura ou graduação vão poder ter e os que quiserem vão poder ter cursos de gestão escolar e fazer mestrado.

O deputado informou ainda o projeto de implantar em distritos do município três Centros de Inclusão Digital (CID) dotados de salas de videoconferência, sala para cursos profissionalizantes e laboratório de informática que poderão ser conectados ao NIT para aulas a distância. Ele anunciou que pretende reunir os prefeitos e secretários de educação dos municípios do Vale do Jaguaribe para discutir ações de educação.