Câmara aprova emendas de R$ 300 milhões para bolsas de extensão tecnológica no CNPq e R$ 260 milhões para CVTs

Comissão de C&TCI destina R$ 189 milhões para Alcântara e R$ 50 milhões para base na Antártica. Deputado pede mobilização dos

pesquisadores para relator-geral do Orçamento, senador Romero Jucá, acatar as emendas

 

A Comissão de Ciência, Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara dos Deputados aprovou emenda de R$ 300 milhões para o

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) realizar um programa de bolsas de extensão tecnológica.

Mais R$ 260 milhões foram aprovados para o programa de Centros Vocacionais Tecnológicos (CVT) do Ministério da Ciência,

Tecnologia e Inovação; R$ 189 milhões para a Base de Alcântara e R$ 50 milhões para a Marinha investir na recuperação da base

de pesquisa do Brasil na Antártica.

 

O deputado Ariosto Holanda destacou que o presidente da Comissão, deputado Eduardo Azeredo, foi muito sensível ao acolher estas

quatro emendas no total de 24, com a participação também o deputado Sibá Machado. O relator setorial do orçamento, deputado

Waldenor Pereira, ex-reitor da Universidade Estadual do Bahia, segundo ele, também demonstrou ser sensível à manutenção dos

valores destinados pela Comissão de Ciência e Tecnologia, sem cortes.

 

Todavia, Ariosto Holanda alerta que a comunidade de pesquisadores, sobretudo dos estados do Norte, precisa se mobilizar e dirigir

apelos para que o relator geral do Orçamento, senador Romero Jucá, acate as quatro emendas da Comissão de Ciência e

Tecnologia. “Fiz o meu papel”, disse o deputado cearense, que já conversou com o secretário da Secretaria de Ciência e

Tecnologia para Inclusão Social (Secis) do MCTI, Eliezer Pacheco, para se articular politicamente pela manutenção das emendas.

 

O presidente do CNPq, Glaucius Oliva, caiu em campo na luta política pela preservação dos recursos das emendas e nesta

terça-feira terá reunião com o relator setorial do orçamento, deputado Waldenor Pereira. Há urgência na mobilização junto ao

relator geral, uma vez que nesta semana será fechado o orçamento de 2013 para votação até o dia 20 de dezembro, informou

Ariosto Holanda.

 

FONTE: Flaminio Araripe