São João do Aruaru defende emancipação para se tornar município e vai ganhar Centro de Inclusão Digital

Polo moveleiro do distrito de Morada Nova vai receber um CID do IFCE para fortalecer Arranjo Produtivo Local


Ao anunciar a colocação de recursos de emenda parlamentar para a construção e equipamento de um Centro de Inclusão Digital no distrito de São João do Aruaru, em Morada Nova, o deputado federal Ariosto Holanda recebeu uma comitiva de moradores com pedido de apoio à emancipação do povoado como novo município. A reunião se deu na presença do vereador Jorge Brito, de Morada Nova, que ofereceu almoço na companhia do prefeito do município, Wanderley Nogueira e do vice-prefeito de Limoeiro do Norte, Marcos Coelho.

 

Participaram do encontro moradores do vizinho distrito de Boágua, que foram aconselhados pelo deputado a se unirem no mesmo pleito para fortalecer o projeto.  A ideia foi acatada. Segundo Ariosto Holanda, novas regras para emancipação serão votadas nesta semana no plenário da Câmara em projeto de lei PLP 418/08 para a criação, desmembramento e fusão dos municípios, que ainda deverá receber diversas emendas. Para ser aprovada, a matéria precisa de 257 votos, mais da metade dos deputados.

 

Tão logo a matéria tenha sido votada e aprovada, o que está agendado para a noite da próxima terça-feira, o parlamentar ficou de enviar a cópia do projeto para servir de base para o posicionamento da defesa da proposta de emancipação de São João do Aruaru e Boágua, a ser apresentada na Assembleia Legislativa do Ceará. Para a tramitação no Legislativo cearense, Ariosto Holanda indagou qual o deputado que tem acompanhado o pleito – responderam que é o Delegado Cavalcanti - e observou que o projeto deve ser encaminhado pelo parlamentar.

 

Ariosto Holanda informou que um dos critérios para submissão de projetos de emancipação é a distância da sede, que os moradores disseram ser atendido, uma vez que o distrito – o maior de Morada Nova - fica a 63 Km da sede. A aprovação do projeto passa pela realização de plebiscito.

 

Para receber o Centro de Inclusão Digital (CID), que será construído e mantido pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFCE), Ariosto Holanda explicou ao prefeito de Morada Nova e à comissão de moradores que será necessária a doação de terreno ao IFCE. O CID, segundo ele, irá fortalecer o polo moveleiro de São João do Aruaru  O terreno doado deverá ter escritura e dimensão de 50 metros quadrados, para poder ser ampliado. A unidade, dotada de laboratórios de informática, sala de aulas e biblioteca, irá receber cursos do Pronatec, o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego.

 

O deputado lembrou que quando exerceu o cargo de secretário de Indústria e Comércio, no primeiro governo de Tasso Jereissati, soube que iam ser compradas carteiras e mobiliário escolar em empresa do Paraná e resolveu direcionar a encomenda para um grupo de marceneiros de São João do Aruaru  coordenador pelo Sr. Abdon. Ao ser atendido, o pedido fortaleceu as micro e pequenas empresas moveleiras do distrito de Morada Nova. Com o equipamento de educação profissional e tecnológica, Ariosto Holanda disse que pretende fortalecer o Arranjo Produtivo Loca1 (APL) de movelaria em São João do Aruaru.

 

FONTE: Flamínio Araripe