Ariosto diz que será candidato

Brasília. O deputado federal Ariosto Holanda (PSB), com relação a matéria publicada neste domingo no Diário do Nordeste sobre os rumos da bancada cearense para o pleito de 2014, que afirmou que ele estaria com problemas de saúde e ainda não teria definido o que fará, disse que terá reunião hoje com o governador Cid Gomes, que preside o seu partido no Ceará, para reafirmar a intenção de postular a reeleição para a Câmara Federal no próximo pleito.

 

O encontro também tem como objetivo firmar com o governador sua intenção de seguir a sua liderança no quadro atual diante de uma possível reorientação partidária. O encontro está agendado na companhia dos prefeitos e lideranças de municípios da sua base política, como Paulo Duarte, de Limoeiro do Norte, Acácio Chaves, de São João do Jaguaribe, José Abner, de Jaguaribe, Benedito Monteiro, de Itarema e de ex-prefeitos e lideranças dos municípios de Quixeré, Aracati, Tabuleiro do Norte e Itaiçaba.

 

Bem de saúde

 

"Não existe nenhum fundamento na afirmação de que não decidi ainda se serei candidato", disse o parlamentar que está no sexto mandato e já iniciou o planejamento com vistas ao pleito de 2014. Segundo ele, a sua saúde está bem, assim como a motivação para continuar a postular o mandato com foco na defesa da educação profissional voltado para o trabalho e assistência tecnológica às micro e pequenas empresas do país.

 

Sucessão estadual

 

Ariosto Holanda informou que pretende, no encontro com o governador, obter orientação sobre como proceder com o seu grupo político, no sentido de manter o bloco alinhado com a posição a ser adotada pelo presidente estadual do PSB na sucessão estadual. A previsão é que o partido tenha candidato próprio, e buscará apoio do PMDB e do PT na chapa majoritária.

 

Ele observa que no plano federal, há informações de que o governador não pretende seguir o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, presidente nacional do PSB, possível postulante à sucessão presidente, e que prefere apoiar a reeleição da presidente Dilma Rousseff.

 

FONTE: Diário do Nordeste